Estupro, relação incestuosa, cárcere privado, ameaça de morte, dentre outros, foram os crimes, até o momento, comprovados pela polícia, cometidos por Antônio Valeriano de Jesus, 54 anos, preso, na quinta-feira (29), na zona rural de Vera Cruz (antiga Mar Grande), município localizado na ilha de Itaparica, após denúncia anônima. Na residência de Adriano, os investigadores da 24ª Delegacia Territorial (DT/Vera Cruz) encontraram a mulher e as duas filhas do casal, acompanhadas de duas crianças pequenas, filhas do estuprador.
Abusadas desde os 13 anos, as filhas de Antônio explicaram que passaram 10  anos sofrendo maus tratos e sendo obrigadas a manter relações sexuais com o pai, sob a ameaça de morte com um facão. Segundo as vítimas, ele sempre pronunciava em voz alta que “se havia mulheres em casa, por que iria procurá-las na rua?”. A família vivia numa região isolada, na localidade conhecida como Juerana, na contra - costa da Ilha de Vera Cruz. Segundo o delegado Lucio Ubiracê, a construção mais próxima da casa onde Antônio vivia com as filhas e a mulher fica a uma distância de aproximadamente dois quilômetros.
As crianças sequer frequentavam a escola. O titular da 24ªDT, delegado Lúcio Ubiracê, informou que Antônio já tinha passagem pela 7ª DT/Rio Vermelho por agressão contra uma ex -companheira. “Em depoimento, confessou os crimes, alegando que os fazia sob o efeito do álcool”, afirmou Ubiracê, acrescentando que o estuprador ficará custodiado naquela unidade policial, à disposição da Justiça Criminal.

1 comentários:

  1. CRETINO,CANALHA,MONSTRO MEREÇE A MORTE CADEIA É POUCO PRA ELE...

    ResponderExcluir

 
Top